Saint Seiya - Revolt of Zodiac


 
InícioInício  PortalPortal  GaleriaGaleria  MembrosMembros  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Fórum Reaberto e sob nova direção!
Chat do Fórum
Chat Group - MSN group276210@groupsim.com
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Nossos Parceiros
Prólogo do RPG 353c133db0 Prólogo do RPG Anigif10 Prólogo do RPG Fjkpla10Fórum grátis

Open Cbox

Compartilhe
 

 Prólogo do RPG

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Calips
Classe 1 / Cav. de Bronze
Classe 1 / Cav. de Bronze
Calips


Prólogo do RPG Empty
MensagemAssunto: Prólogo do RPG   Prólogo do RPG Icon_minitimeDom Abr 29, 2012 8:06 pm

Segmento da Leitura

Citação :
A primeira parte do Prologo conta a história Hipermito, é uma parte não muito importante porém recomendo que leia todo o conteúdo, irá te ajudar no rpg. A segunda parte começa no título "A guerra Santa Anterior" , está parte conta as guerras contra Poseidom, Odin e Hades, tanto também que relembra a batalha das doze casas. Está parte não tem muita importância caso seja uma pessoa interada em saint seiya. Porém, se for novo nesse universo, recomendo que leia tudo. A ultima parte começa no título "1998 - Uma nova Ameaça surge no Santuário" está todos deverão ler pois caso não seja feita a leitura desta parte, você não conseguira entender o conceito da história do nosso rpg.

Hipermito

. : O Hipermito de Saint Seiya : .


O Hipermito de Saint Seiya é um texto publicado na revista Cosmo Special da Shueisha, a mesma editora que publicou o mangá de Saint Seiya. Sua autoria é desconhecida (pelo menos pra mim), no Brasil costuma-se dizer que ele não foi escrito por Kurumada, enquanto alguns sites estrangeiros afirmam que ele foi sim escrito por Kurumada. De qualquer modo, é realmente uma leitura que vale a pena, com muitas idéias interessantes. O objetivo do Hipermito é contar as lendas do passado do universo de Saint Seiya, e explicar as origens das armaduras, cavaleiros, etc.

Ele tem algumas ótimas explicações para muitos fatos da série, embora sejam inventadas elas se adaptam muito bem, embora alguns detalhes não se encaixem.

A inspiração do Hipermito veio não só do mangá de Saint Seiya, mas também de outras mitologias.

Infelizmente, ela foi publicada apenas uma vez e apenas no Japão, em edição limitada. Por isso tudo que encontramos são pedaços de traduções, e não o texto completo. O que está ai em baixo é uma versão feita a partir de traduções francesas e inglesas, e deve estar próximo do original (eu acho!).

Boa leitura!

--------------------------------------------------------------------------------


O Hipermito de Saint Seiya


O INÍCIO: Nascimento do Mundo e a Grande Vontade (Big Will)

No começo dos tempos somente havia o Nada (o Caos). Duas entidades não materializadas apareceram então: o Céu (Urano) a a Terra (Gaia). De sua união nasceu a primeira raça: Titãs e Gigantes. Mas desde o começo, os Titãs se sobrepuseram aos Gigantes.

Então veio o Big Bang, criado pelos Titãs (e aparentemente por Cronos, em especial), colocando um termo no Nada. o nascimento de um universo em expansão. O Big Bang se espalhou pelo cosmo dos raios de luz que deram vida a tudo que tocaram. Esses raios de luz eram chamados de Grande Vontade (Big Will no original). A Grande Vontade corresponde ao nono sentido, o sentido supremo que inclui os outros oito. Como se sabe, todo ser humano tem cinco sentidos (visão, audição, tato, paladar e olfato). Eles também possuem um sexto sentido que alguns desenvolvem, a intuição. O Sétimo Sentido, o Cosmo Definitvo (Ultimate Cosmo), torna possivel aumentar o nivel de poder dos cavaleiros de ouro e o oitavo, Arayashiki, torna possivel manter-se vivo no Mundo dos Mortos e não se tornar um prisioneiro de lá. Shaka (que é a reencarnação de Shakyamuni, o primeiro Buda) foi o primeiro a despertar o Oitavo Sentido, e é por isso que ele é chamado de "homem mais próximo dos deuses" (Kami no mottomo chikai otolo). Por último, o nono sentido, Grande Vontade (Big Will ou Divine Will), permite a imortalidade do coração, mas não do corpo. É por isso que os deuses são obrigados a reencarnar regularmente (em um ciclo que dura cerca de 250 anos). Qualquer um que consiga despertar o Oitavo Sentido se tornará uma divindade. Foi o que aconteceu com Buda, que alcançou o Nirvana após anos de meditação, assim como é o caso de Cristo.

Um dia, o "Big Will", símbolo do poder espiritual, revelou-se ao mundo.

O "Big Will" é o poder dos deuses, os humanos não podem compreender sua natureza real.

A ERA DOS DEUSES


Embora a imortalidado do coração esteja assegurada, os deuses só reencarnam com intervalos regulares... Muito rapidamente, as guerras acontecem entre as várias divindades e sua ira se reflete nos homens, que se transformaram em seus mensageiros.

Prometeu está na origem da humanidade. Um dia, andando pela Terra deserta, ele decidiu modelar seres de barro a quem chamaria "homens". Esses homens foram criados com a imagem de deuses. Esses seres não possuiam vida, e Atena interviu e deu-lhes um coração. Zeus, satisfeito com o presente que sua filha havia oferecido à humanidade, ofereceu a ela a responsabilidade pela Terra e pela proteção daqueles a quem ela tinha dado vida.

Mas a presença de novos seres na Terra deu origem a um sentimento de irritação e hostilidade em outros deuses, e isso levou a muitos conflitos. Uma série de Guerras Sagradas aconteceu.

Somente três deuses não possuem forma nem vontade humana, são de natureza espiritual: Gaia (a terra), Uranos (o céu) e Ponthos (o mar).

Zeus, Hades e Poseidon foram os primeiros com forma e vontade humana a alcançar o "Big Will" e a serem adorados como deuses. Eles assumiram o controle da terra, do reino dos mortos e dos mares.

Por seu domínio do "Big Will" estes deuses ganharam uma alma imortal, porém seus corpos são mortais. Eles, assim, têm que encarnar regularmente (a cada 250 anos em média) e alcançar o "Big Will" de novo. Desta maneira, Saori Kido se tornou Ahena somente quando realmente descobriu quem era e quando se tornou madura o suficiente para usar seu cosmo, justamente antes das batalhas contra o Santuário. Naturalmente você pode ver no mangá que quem revela a identidade de Atena aos Cavaleiros é a própria Saori, não Tatsumi...Mas talvez ela mesma tenha descoberto a verdade muito antes do começo do mangá...Quem sabe?

Julian Solo tornou-se Poseidon somente no penúltimo episódio da série...

(Bom, sobre a Saori tornar-se Atena somente após algum tempo, é algo contestável, já que ela salvou Kanon, através de seu cosmo, quando ainda era recém-nascida)

Não há rastro de Zeus em Saint Seiya, mais talvez essa não seja toda a verdade...diz a lenda que Zeus desapareceu um dia, deixando a soberania da Terra à Atena. Costuma-se dizer que: "Se entenderá o significado da vida quando se entender as razões da partida. De qualquer maneira, é óbvio no mangá, mesmo não dito explicitamente, que Zeus reencarnou...em Mitsumasa Kido, o fundador da Fundação Graad. Depois de cuidar um pouco de Saori, desapareceu denovo e voltou a regir sobre o céu, como podemos ver quando Saori esta falando com ele no planetário. Além do mais, quem poderia ter sido capaz de seduzir tantas mulheres em tão pouco tempo?

AS GUERRAS SAGRADAS


As Guerras Sagradas são batalhas entre os deuses, e assim também entre os humanos que os veneram. Essas guerras sempre tem como motivo a possessão da Terra, que é de Atena.

O primeiro deus que "enlouqueceu" dentre todos foi Poseidon, deus dos Mares.. Determinado totalmente a conquistar o mundo, ele rodeou-se com sete guerreiros extremamente poderosos, cada um representando um dos mares, e os nomeou Generais. Ofereceu aos seus Generais e Marinas armaduras de origem desconhecida (provavelmente criadas pelo próprio Poseidon), chamadas de Escamas (Scales); Os monstros mitológicos como sirenes (bruxa do mar), sereias, krakens, foram inspiradas pelas formas destas armaduras, não o contrário.

Foram feitas de oricalco (orichalchum), um metal que de acordo com uma lenda Selenia provém de um meteoro vindo das proximidades de Saturno e que se chocou em Atlântida há muito tempo atrás. Qualquer um que utilize armas feitas apartir desse material poder ser invencível...

(O oricalco, segundo Platão, era um metal extremamente resistente, usado na Atlândida.)

A guerra começa. Poseidon envia seus exércitos, e Atena, que odiava a violência, envia jovens cujas únicas armas eram seus punhos e a coragem.

Todos os seus guerreiros morriam um a um e somente jovens garotos ainda estavam dispostos a lutar (em memória deste fato, somente adolescentes estão autorizados a se tornarem Cavaleiros...). Assim, Poseidon rapidamente avançou sem encontrar resistência.

Atena não queria ver seus guerreiros sofrendo e decidiu dar a eles armaduras.

Para essa tarefa, chamou os alquimistas do continente onde viviam os ancestrais de Mu, o qual se localizava no meio do Oceano Pacífico e forjaram estas armaduras. Atena mesma as desenhou, inspirada nas formas que via em cada uma das 88 constelações. Um Cavaleiro assim teria que estar em harmonia com a constelação que inspira sua armadura para estar autorizado a usá-la; em outras palavras, tem que estar protegido por estrelas de uma constelação, assim como os cavaleiros de ouro precisam ser do mesmo signo de suas armaduras.

Kurumada já havia deixado indicado no mangá que Mú era descendente do povo desse continente desaparecido, chamado Lemúria, ou Terra de Mu segundo alguns. Essa civilização teria conhecimentos muito mais avançados que os nossos.

Estas armaduras não foram feitas de oricalco, sim de gamânio (gammanium, dito o metal mais resistente) e de pó de estrelas, o qual contém o "Big Will" e dá vida as armaduras...Mú restaurou duas vezes com este pó as armaduras dos Cavaleiros de Bronze para fazê-los mais fortes. As armaduras tem corações, aptos a reconhecer o valor de um cavaleiro (percebe-se bem isso no caso de Máscara da Morte), a se desenvolverem/mudarem de forma (as de bronze o fazem diversas vezes) mas também a morrer. Portanto, quando uma armadura morre, um cavaleiro deve dar dois terços de seu sangue para ressuscitá-la. Se uma armadura não morresse, mas se ferisse, ela poderia se regenerar sozinha em sua Caixa de Pandora.

Talvez as armaduras de Atena não sejam feitas de oricalco, mas no mangá Mu usa oricalco para restaurar as armaduras de Shiryu e Seiya.

Mu e Kiki são os últimos descendentes da gente do antigo continente...Este mítico continente foi absorvido pelos mares faz muito tempo durante outra Guerra Sagrada, na qual se enfrentaram os Cavaleiros e os Titãs, seres que provocaram A Grande Explosão (Big Bang), que provavelmente fez vir à terra a vontade de Hades.

O poder das armaduras dependia de sua categoria (há 12 de Ouro, 24 de Prata, 48 de Bronze e 4 de origem desconhecida que Masami Kurumada não mencionou nem utilizou no mangá).

Essa contagem é contradita pelo mangá da Saga G, segundo o qual existem 12 armaduras d eouro, 24 de prata e 54 de ouro, ou seja, não há as 4 armaduras de origens desconhecidas..

Atena então cria a Ordem dos Cavaleiros (Athena Holy No). Desde então, ela reencarna na Terra justamente antes do começo de cada Guerra Sagrada para dirigir seus guerreiros, reunidos no Santuário sob às ordens do Mestre (Kyoko em japonês) o qual executa a vontade da deusa.

Com a ajuda de suas armaduras, os Cavaleiros repelem os Marinas aos mares. Poseidon, cego de raiva, reúne então seus guerreiros em seu templo gigante situado em Atlântida (ou Atlântis).

Atena, decidida a acabar com a Batalha, envia alí oito de seus cavaleiros para destruir o templo, os Marinas e mandar todo o continente diretamente às profundezas.

A deusa então encerra a alma de Poseidon em uma ânfora no Pólo Norte e envia alguns Cavaleiros a resguardá-lo. Estes Cavaleiros estabelecem-se lá e, com o tempo, esquecem suas origens e se tornam os...os Blue Warriors (eles só aparecem no mangá que ademais são protótipos dos guerreiros deuses de Asgard).

OSeriam os Blue Warriors guerreiros de Atena? Segundo Kamus, eles são guerreiros da mitlogia nórdica.

Essa primeira Guerra Sagrada entre Atena e Poseidon foi a primeira de uma série de sete outros confrontos que se seguiram. Na época do segundo levante do Imperador dos Mares, este havia instalado seu Templo sob o Mediterrâneo, perto do Cabo Sounion, onde a deusa aprisionava seus rebeldes. Por isso o Mediterrâneo encontra-se sobre o Pilar Central (Hand Blade Winner).

NASCIMENTO DE UMA LENDA


Depois de sete gerações, Atena constrói o Santuário, constituído de doze templos, as doze casas do zodíaco, defendidas pelos cavaleiros de ouro, perto da cidade de Atenas.

Nisso então segue um período caótico, durante o qual a deusa e seus Cavaleiros tem que confrontar os Gigantes, que haviam sido dominados pelos Titãs no passado (esta guerra contra os Gigantes é chamada de Gigantomachia). A mesma Atena teve que intervir para derrotar o último e mais poderoso deles, Encélado, que foi encarcerado sob a Sicília. Diz a mesma lenda que: "O Monte Etna é a abertura pela qual Encélado despeja o fogo de sua ira " Outra lenda posterior diz que o prisioneiro do monte não é Encélado e sim Tífon que havia sido derrotado anteriormente por Zeus.

Gigantomachia é um termo usado para designar batalhas entre os deuses (não necessariamente gregos), pela hegemonia no mundo. No Japão está sendo escrita (não por Kurumada) uma história de Saint Seiya narrando essa guerra.

Depois desta guerra, os Cavaleiros tiveram que lutar com o deus Ares, amigo de Hades. Esta luta foi sem dúvida a mais terrível. Ares dirigiu os seus Berserkers (assim que se chamam seus guerreiros), organizados em quatro legiões (Terror, Fogo, Chamas e Calamidade) a destruir os 58 Cavaleiros ativos neste momento (igual ao número de Cavaleiros na geração de Seiya).

A deusa decidiu, sem outra alternativa, por primeira e última vez antes do começo da série, permitir ao Cavaleiro de Libra utilizar as armas de oricalco que são parte de sua armadura sagrada... Os Cavaleiros foram então capazes de repelir Ares ao Hades, o que causou indiretamente o primeiro conflito entre Atena e Hades... Nesse tempo, Hades foi ferido, pelo Cavaleiro de Pégaso, bastante parecido com Seiya.

É interessante notar que as armas de Libra, ao contrário das outras armaduras, foram feitas de oricalco, o que explica o fato delas conseguirem destruir o esquife de gelo de Kamus e os 7 Pilares dos marinas.

Quanto ao cavaleiro de Pégaso que feriu Hades, ele é mencionado pelo próprio deus, que diz que Seiya é idêntico ao único homem que o havia ferido.

Foi após essa Batalha que um jovem cavaleiro foi recompensado por sua honestidade perante Atena, sendo dada a ele a legendária espada Excalibur pela deusa e foi elevado a categoria de Cavaleiro de Ouro de Capricórnio.

CALMARIA ANTES DA TEMPESTADE


E os dias pacíficos passaram. Mais adiante, um inferno sobre a Terra, a pequena Ilha da Rainha da Morte, foi descoberta no meio do Oceano Pacífico, na Linha do Equador. Foi o lugar perfeito para que alguns alquimistas rebeldes forjassem os protótipos das armaduras negras. Estas armaduras eram muito poderosas, apesar de não serem reconhecidas oficialmente por Atena. A ilha na verdade era uma parte montanhosa do continente desaparecido de Mú. A ilha se tornou com o tempo o único lugar ao qual iam todos os homens que não tiveram a força e o espírito necessário para se converter em Cavaleiro, porque obter uma armadura ali era possível.

Os alquimistas rebeldes não puderam (não tiveram tempo nem conhecimento, já que seu continente despareceu em curto tempo) produzir algo mais que simples cópias das armaduras de Bronze. Eles se concentraram em produzir cópias da armadura de Fênix, que se dizia ser a mais poderosa entre aquelas que eles conheciam.

Mas é claro que essas cópias da armadura de Fênix não possuem os mesmos poderes da original.

A deusa decidiu então enviar um Cavaleiro à Ilha, para evitar que estas armaduras deixassem esse lugar. Este Cavaleiro teria de ser poderoso, mas ao mesmo tempo não muito importante para não fazer falta ao Santuário, já que teria que viver na Ilha para sempre. Mestres sucessivamente enviaram assim os seus guerreiros mais cruéis à ilha, e eles eram obrigados a usar uma máscara que simbolizava o compromisso com a Ilha. A máscara foi realmente o símbolo da ilha, qualquer um que quisesse sair dali teria que destruir o portador da máscara ou jurar nunca abandonar a ilha. Mas também se podia acabar com aquele que possuia a máscara muito antes!
Guilty, pai adotivo de Esmeralda e mestre de Ikki foi um deles.

Também é preciso dizer que Ikki foi o primeiro homem da história a obter a armadura sagrada de Fênix...já que ninguém antes dele teve o cosmo suficiente para canalizar a energia de Fênix.

RUMO AO HADES


Em 1743, o príncipe da escuridão regressa a Terra... Hades declara guerra a toda humanidade, só por repugnância a nós. Com 79 armaduras sagradas ativas, (o número mais alto já alcançado, essa guerra foi terível para os cavaleiros de Atena, sendo que somente dois Cavaleiros sobreviveram a esta terrível batalha: Shion de Áries (outro descendente do povo de Mu), que foi nomeado Mestre posteriormente e Dohko de Libra, futuro mestre de Shiryu. Todos cavaleiros caem perante a violencia dos 108 Espectros, ou Estrelas Maléficas de Hades, protegidos por suas escuras Sapuris, de origem desconhecida. Ao final da Batalha, Shion se tornará o novo Grande Mestre (o mesmo que seria morto por Saga 230 anos depois) e Dohko será encarregado de vigiar a torre, situada perto dos Cinco Picos Antigos, no qual haviam sido presas as almas dos 108 Espectros. Para tanto, Atena concedeu-lhe o dom da Misopheta Menos, que simulava o envelhecimento natural quando na verdade ele envelhecia apenas um dia por ano.

Esse número de 79 armaduras é contradito no mangá da Saga de Hades, que diz que 88 cavaleiros lutaram nessa Guerra.

Sobre as "almas dos 108 Espectros", elas provavelmente são as "Estrelas Maléficas". Isso quer dizer que os espectros só puderam utilizar todo seu poder quando o selo de Atena se quebrou e as Estrelas Maléficas foram libertadas.

Hades tentará sua vingança somente em 1973... aguardando pacientemente para reencarnar no corpo de Shun.

Foi Hades quem perverteu a alma de Saga no tempo do Santuário para preparar sua vinda. Um projeto que impediria a ação dos Cavaleiros, sendo este o dia apropriado aos para os Espectros invadirem o Santuário afim de neutralizar Atena. A guerra que se anunciaria tombaria a maior parte dos valentes Cavaleiros, mas eles fizeram de tudo para proteger Atena, com bravura em honra do deus dos deuses.

A guerra Santa Anterior

Após 243 anos o exército de Hades retorna ao mundo dos vivos ainda com o velho desejo de vingança por Atena. Juntamente aos seus guerreiros, nasce Saori, que apenas aos treze anos encorpora Atena, a deusa da justiça e da sabedoria. O avô de Saori adota 100 orfãos e os designa para diversos e distintos locais do mundo lhes dando a ordem de retornar sagrados como cavaleiros. Logo depois o velho Mitsumasa Kido, que havia mandado seus "filhos" para os treinos morre.

Seis anos após a partida das crianças, nove jovens de média de idade de 13 a 15 anos, retornam de seus locais de treinamento sagrados como cavaleiros. Logo, Saori se impressona com o número que voltou, pelo fato de ter sido mandado 100 orfãos. Todos que retornaram voltaram trajando armaduras de bronze de diferentes tipos e constelações, e assim como suas vestimentas, os guerreiros eram muito distintos, pelo fato de lutarem, agirem e pensarem de forma diferente.

Após um tempo de sua volta, Atena ainda como Saori anuncia a guerra galática; Torneio no qual os cavaleiros de Bronze batalhariam uns contra os outros sendo que o vencedor trajaria a sagrada armadura de ouro de sagitario. Dentre os jovens, quatro deles são os que mais se destacam. Shun de Andromeda, Seiya de Pégasos, Shiryu de Dragão, e Hioga de Cisne. Após um curto período de lutas, um misterioso guerreiro trajando a armadura de Fênix surge e ataca todos os jovens guerreiros de bronze. Logo depois sua identidade é confirmada sendo Iki de Fênix, o irmão mais velho de Shun que havia treinado na ilha da rainha da morte. Os quatro cavaleiros de Bronze batalham na ilha da rainha da morte contra Iki em prol de resgatar a armadura de Sagitario, que havia sido roubada pelo jovem Fênix. Seiya e os outros saem vencedores e levam de volta a armadura de Sagitario para Atena.

Algum tempo depois da batalha, Iki reaparece e juntamente a ele o santuário de Atena começa a atacar a própria Deusa. Primeiramente são enviados alguns cavaleiros de Prata para executar os cinco guerreiros de Bronze e simultaneamente Atena. Porém todos os cavaleiros de Prata são derrotados pelos jovens defensores de Atena. Logo depois, Saori, decidi ir ao santuário se encontrar com o grande mestre porém ao chegar lá ela é atingida no peito por uma flecha dourada do cavaleiro de prata de Sagita. Neste momento, o relógio de fogo do santuário é aceso e os cavaleiros de bronze descobrem que para salvar sua deusa, era preciso ir até a estátua da mesma e direcionar a luz do escudo de Atena na direção da Deusa, para que a flecha fosse dissipada e a vida da jovem deusa fosse salva. Com sucesso os cavaleiros de Bronze passam pelas doze casas e derrotam quase todos os cavaleiros de ouro, sendo que no percusso alguns reconhecem que os jovens lutam pelo certo e acabam por aderir a causa dos jovens de Bronze. Ao fim dessa batalha, os jovens dominam o sétimo sentido e vencem a guerra, tendo futuramente suas armaduras revividas pelo sangue dos cavaleiros de ouro.

A guerra contra Asgard

Após um curto período de paz, um guerra se inícia contra os guerreiros de Asgard, no reino Nórdico. Atena começa um sacrifício expondo todo o seu cosmo no alto da montanha da estatua de Odin em prol de parar o derretimento do gelo do reino. Os cavaleiros de bronze novamente entram em ação se dirigindo ao reino nórdico e enfrentado todos os guerreiros Asagrdianos, e vencendo sucessivamente um por um. Ao fimd a batalha, os cavaleiros Atenianos chegam até onde estará sua deusa porém é tarde de mais, a mesma se encontrava a beira da morte. Porém, no ultimo instante de sua vida, uma onda gigantescaa se ergue perante ela e os cavaleiros de Bronze levando consigo Atena para o fundo do mar, deixando Seiya sem explicações. Mas, se lembra que pouco antes do ocorrido, um estranho guerreiro que tocava uma linda melodia provinda de uma flauta, fora supostamente morto pelo guerreiro deus e Dubhe e havia anunciado que Hilda estará sobe o comando de Poseidom, que este o fazia através de um anel, denominado "Anel de Nibelungo".

A guerra contra Poseidon

Após algumas horas desde o fim da batalha contra os guerreiros deuses, os cavaleiros de Atena partem rumo ao santuário submarino em prol de resgatar Atena, que neste momento se sacrificava dentro do grande suporte principal de Poseidom, para impedir que as ondas gigantes comandadas pelo deus dos mares destruíssem o mundo. Os cavaleiros de Bronze enfrentaram todos os generais marinas e venceram um por um, restando apenas Kanom (Irmão de Saga) e Sorento de Sirene. Ao fim, Atena sela Hades e retorna ao planeta Terra juntamente de seus defensores.

Santuário

Após 243 Anos o Selo que Atena lançou após a última Guerra Santa se enfraquece e acaba libertando as 108 Estrelas Malignas, que estavam aprisionadas em uma Torre. Assim, as Estrelas escaparam e espalharam-se pelos quatro cantos do mundo, penetrando no corpo dos seres escolhidos como Espectros.

Além dos 108 Espectros, Hades revive alguns Cavaleiros de Atena e lhes concede as Vestimentas do Mundo dos Mortos, as Sapúris. Esses Cavaleiros revividos, vigiados por alguns espectros originais, invadem o Santuário para matar Atena. Pelo lado de Atena encontram-se Mu de Áries, Aldebaran de Touro, Aiolia de Leão, Shaka de Virgem, Dohko de Libra e Milo de Escorpião, além dos Cavaleiros de Bronze.

Após a partida de Atena para o Mundo dos Mortos os Cavaleiros de Bronze recebem de Shion, o antigo Mestre do Santuário, novas vestimentas além da Sagrada Armadura de Atena, que deve ser entregue para a Deusa. Assim, os cavaleiros de Bronze partem para o Mundo dos Mortos, juntamente com Dohko e Kanon, este último trajando a Armadura de Gêmeos.Shaka e atacado pelos cavaleiros de ouro de aquario, gemeos e capricornio com o golpe exclamação de atena e e morto. Sua alma retorna para escrever seu testamento. O cavaleiro de gemeos entrega o cordao de shaka a mu e o cavaleiro de leão ataca os cavaleiros. Quando o cavaleiro de leao vai dar o golpe final nos cavaleiros, o mesmo e impedido por mu. Os dois discutem e o cavaleiro de leão ataca mesmo assim mas e impedido por mu. O cavaleiro de escorpião ataca os outros 3 cavaleiros (gemeos, cancer e capricornio. Quando escorpião vai dar o golpe final o saga )gemeos) o ataca com a explosão galatica mas seya avisa antes e o golpe não pega todo. Enquanto isso, o testamento escrito pelo shaka chegou ate a saori explicando o significado de sua morte (não diz). Os 3 cavaleiros resolvem de novo dar o golpe exclamação de atena nos cavaleiros de ouro que tambem resolvem se juntar e dar o mesmo golpe (que resultaria na destruição de todo o santuario) os cavaleiros de bronze tentam argumentar mas e em vão. Ao fim desta fase, Atena pedea saga que a mate e o mesmo o faz, perdendo sua vida temporária retornando apenas quando todos os cavaleiros de ouro se reúnem no muro das lamentações.

Inferno

A única maneira de chegar ao Inferno sem se submeter aos domínios de Hades é despertando o oitavo sentido (Arayashiki), Atena e Shaka de Virgem atingem o Arayashiki e vão ao Mundo dos Mortos enfrentar Hades, enquanto Dohko é quem ensina aos Cavaleiros de Bronze a despertarem o Oitavo Sentido.

Já no Mundo dos Mortos Seiya e Shun permanecem juntos, enquanto Shiryu e Hyoga fazem o mesmo. Todos só vão se reencontrar na frente do Muro das Lamentações. Pégaso e Andrômeda conhecem o Cavaleiro de Prata Orfeu de Lira e ficam sabendo de sua triste história. Juntos os três atacam Hades, apenas para descobrir que o Imperador não passava de uma Ilusão. é então revelado que Shun é a Reencarnação do Deus dos Mortos.

Atena e Shaka enfrentam Shun/Hades e conseguem libertar o Cavaleiro de Andrômeda do domínio do Imperador dos Mortos. Hades foge para os Campos Elíseos e Atena o persegue.
Os demais Cavaleiros precisam entregar a Armadura de Atena para Saori, e a única maneira é atravessar o Muro das Lamentações. Apenas com a união dos 12 Cavaleiros de Ouro é possível abrir um buraco no Muro. Após o feito, todos os cavaleiros de ouro morrem, enquanto os jovens de bronze se dirigem até os campos Elisios, através do portal escondido atrás do muro das lamentações.

Elíseos

Com receio de que seu corpo mitológico original, nascido da relação entre Cronos e Réia fosse ferido, Hades separou sua alma dele e o escondeu em seu Templo, localizado nos Campos Elíseos.Atena perseguiu Hades, mas foi aprisionada por Hypnos, o deus do Sono. Os Cavaleiros chegam aos Campos Elíseos e enfrentam os deuses gêmeos: Thanathos, deus da Morte, e Hypnos, deus do Sono. Ao enfrentar os deuses os Cavaleiros despertam o nível mais alto das Armaduras, as chamadas Armaduras Divinas.

Seiya e Ikki chegam até o Templo de Hades para salvar Atena, mas acabam despertando Hades e seu corpo verdadeiro. Os Cavaleiros entregam a Armadura de Atena para a deusa e a batalha mitológica entre os deuses finalmente ocorre. A vitória chega com a união dos cosmos de Atena e de seus Cavaleiros remanescentes. Após a batalha, Hades é morto e finalmente a guerra santa tão temida tem fim de uma vez por todas, com a destruição completa dos espectros e simultaneamente seu imperador.

1998 - Uma nova Ameaça surge no Santuário

Após quatro desde o fim da guerra Santa contra Hades, um novo mal ameaça o mundo surgindo no santuário de Athena. Dez poderosos alquimistas, descendentes do povo Lemuriano, copiam as 88 armaduras de Atena, porém ultilizam do Oricalcum, que até então havia sido denominado como um material extinto. Porém, com um grande poder unido pelos dez alquimistas, conseguem fazer com que boa parte do continente Mu reerga sobre o local onde havia afundado e junto do mesmo encontram uma grande reserva de oricalcum. O alquimistas, utilizam de quase todo o material e copiam as 88 armaduras de Atena, porém com uma resistência e poder muito grande, chegando a ser maior que as vestimentas originais dos cavaleiros de Atena. Além das vestimentas Atenianas, são também criadas dez armaduras especiais, cada uma para um dos alquimistas.

Como ao longo de 8 anos haviam recrutado 88 guerreiros capazes de enfrentar Atena, não tiveram problema com o exército, tanto que atacaram de imediato o santuário de Atena, que agora era protegido pelos dez cavaleiros de Bronze e as duas de prata. Kiki havia se tornado o novo cavaleiro de Áries, Seiya de Sagitario, Shiryu de libra, Shun de Virgem, Iki de Leão e Hioga de Aquário. E os demais cavaleiros de bronze e as duas de prata, mesmo tendo atingido o sétimo sentido e o dominado, não abandonaram suas armaduras.

Os guerreiros que portavam as armaduras copiadas das vestes dos santos, se dirigiram até o santuário de Atena e efetuaram um ataque em massa contra os cavaleiros da Deusa. A batalha durou dias e em meio a ela todos os cavaleiros de bronze secundários caíram, deixando apenas a marca de seus punhos nos corpos dos inimigos aniquilados por seus golpes.

Marin e Shaina se dirigem até o templo de Atena e são incumbidas de proteger a mesma. Enquanto isso, Seiya e os outros guerreiros agiam em uma incrível e épica batalha contra 30 guerreiros ao mesmo tempo. Dentre os murros e luzes de cosmo, corpos dos inimigos caiam e juntamente a eles o cansaço dos cavaleiros de Bronze crescia.

Após um dos combates mais incríveis da história, Shun, e Seiya morrem, ao tentarem parar um golpe aniquilador que resultaria na destruição dos antuário, e poderia afetar até mesmo o local onde estará Atena. Os três que restaram, foram rendidos pelos poucos inimigos que restavam e forma levados até o encontro de Atena, local onde deveriam ser executados.

Ao chegar ao local onde estará a deusa, as duas amazonas presentes lá, são facilmente derrotadas pelos inimigos e caem inconsciente ao solo. Atena é golpeada por dos inimigos enquanto os cavaleiros eram preparados para serem cruelmente sacrificados. No ultimo momento, um raio de luz surge no local e um poderoso golpe emerge do grande clarão e atingi os homens que seguravam Hioga e o restante de cavaleiros. Lentamente o clarão se dissipa e pouco a pouco se tornava possível se ver uma mulher, que logo ao ser vista, se apresenta como sendo Arthêmis, a desua da lua.

A mesma emanava um cosmo incrivelmente poderoso, digno de um deus. A mulher, se dirige até Atena e levanta sua mão direita desferindo uma rajada imensa de cosmo contra o guerreiro que segurava Atena. Arthêmis abraça Atena e eleva seu cosmo, em seguida, o explode direcionando diversas e incríveis rajadas de cosmos contra os poucos inimigos que ainda restavam ali os aniquilando, e neste processo, apenas os dez alquimistas se salvaram.

Neste momento, Arthêmis diz que veio para ajudar os cavaleiros, e não deixaria que aquela guerra tivesse continuação. Seguidamente, a deusa elevou seu cosmo ainda mais fazendo com que todo o local tremesse, em seguida, um clarão iluminou o céu e em questão de segundos uma grande rajada de cosmo desceu das nuvens atingindo os dez alquimistas, os transportando para outro canto do mundo, livrando temporariamente o santuário das guerras. Ao fim da batalha, Arthêmis se declara como aliada de Atena e diz que irá recrutar alguns guerreiros para auxiliar sua irmã na guerra que está por vir. Enquanto isso, mesmo chorando a perca de Shun, Seiya e os demais que deram a vida nas batalhas, os cavaleiros e amazonas restantes deveriam formar novamente o exército de Atena porém em um curto tempo, chamando os novos escolhidos para proteger a deusa. Shiryu se tornou o novo grande mestre, Marin se tornou auxiliar do mesmo, Iki se dirigiu até a rainha da ilha da morte para treinar novos guerreiros e Hioga fez o mesmo viajando para a Sibéria em busca de discípulos. Shaina se tornou guarda pessoal de Atena e agora atua protegendo a mesma.

Tempos Atuais - 2012

Atualmente novos guerreiros protetores de Atena surgem por todo o mundo trajando as armaduras na qual fora conquistada, e deverão proteger sua deusa na mais sangrenta guerra santa da história, que ainda virá.





Última edição por Calips em Sab Maio 12, 2012 7:18 pm, editado 6 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://revoltofzodiac.forumeiros.com
Calips
Classe 1 / Cav. de Bronze
Classe 1 / Cav. de Bronze
Calips


Prólogo do RPG Empty
MensagemAssunto: Re: Prólogo do RPG   Prólogo do RPG Icon_minitimeQui Maio 10, 2012 7:12 pm

O Prologo foi refeito.
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://revoltofzodiac.forumeiros.com
 

Prólogo do RPG

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» Saga Rōdo tu Sennin #1 - Prólogo

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Saint Seiya - Revolt of Zodiac :: Introdução :: Informações do RPG-
Open Cbox
Open Cbox